Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

[mc4wp_form id="5"]

Experimento de 1950 pediu para que artista repetisse o mesmo retrato 9 vezes, sob efeito de LSD

Em 1950, o governo dos Estados Unidos fez muitos experimentos, com vários tipos de drogas.

Em um experimento em particular, Oscar Janiger – um psiquiatra da Universidade da Califórnia-Irvine conhecido por seu trabalho em ácido – pediu a um artista que desenhasse suas experiências sob efeito de LSD.

Para isso, foi combinado que o artista faria uma sequência de 9 ilustrações, cada uma em uma fase da viagem.

E, como você pode ver abaixo, as 9 ilustrações realmente mostram pouco a pouco como foi a viagem.

As coisas começam normalmente, mas não demora muito antes de a percepção da realidade do artista começar a deformar seus desenhos.

Ilustração 01: 20 minutos após a primeira dose.

Os traços parecem normais, a droga ainda não havia surtido nenhum efeito.

Ilustração 02: 85 minutos após a primeira dose e 20 minutos após a segunda.

A euforia do paciente é nítida. “Posso vê-lo com tanta clareza. Isso… você… é tudo… Estou tendo um pequeno problema para controlar esse lápis. Parece querer continuar “.

Ilustração 03: 2 horas e 30 minutos após a primeira dose.

O paciente parece muito concentrado em seu desenho. Os contornos parecem normais, mas muito vívidos. “Tudo está mudando de cor. Sinto como se minha consciência se situasse na parte do meu corpo que agora está ativa – minha mão, meu cotovelo, minha língua”.

Ilustração 04: 2 horas e 32 minutos após a primeira dose.

O paciente parece estar agarrado ao bloco de papel em que desenha. “Minha mão está produzindo um esboço estranho. Não é um desenho muito bom, não é? Eu desisto, vou tentar de novo…”

Ilustração 05: 2 horas e 35 minutos após tomar a primeira dose.

Apenas 5 minutos depois, o paciente segue rapidamente para outro desenho. “Vou fazer um desenho sem parar… uma única linha, sem intervalo!” Ao completar o desenho, o paciente começa a rir, então fica assustado com algo no chão.

Ilustração 06: 2 horas e 45 minutos após a primeira dose.

Ilustração 07: 4 horas e 25 minutos após a primeira dose.

O paciente foi repousar. Passou aproximadamente 2 horas deitado, acenando com as mãos no ar. Seu retorno à atividade é repentino e deliberado.

“Este será o melhor desenho, como o primeiro, apenas melhor. Se eu não tiver cuidado, eu vou perder o controle de meus movimentos, mas não vou, porque eu sei. Eu sei (repetiu a frase várias vezes)”.

O paciente faz a última meia dúzia de traços do desenho enquanto corre de um lado para o outro na sala.

Ilustração 08: 5 horas e 45 minutos após a primeira dose.

O paciente continua a mover-se pela sala. Uma hora e meia antes de sentar-se para desenhar novamente, efeitos da droga parecem estar diminuindo. “Posso sentir meus joelhos novamente, acho que está começando a desaparecer. Este é um desenho muito bom – este lápis é poderoso para segurar” – (ele está segurando um lápis).

Ilustração 09: 8 horas após a primeira dose.

O paciente relata que a intoxicação desapareceu, exceto pela distorção ocasional de nossos rostos. Pedimos um desenho final que ele realiza com pouco entusiasmo. “Não tenho nada a dizer sobre este último desenho, é ruim e desinteressante, quero ir para casa agora”.

 

Compartilhe

Comentários no Facebook